Viajar com alergias

Esteja a viajar para visitar os seus pais ou avós, ou para as suas férias de sonho num país paradisíaco, as alergiasX alergias
As alergias são uma resposta exacerbada do nosso organismo a substâncias normalmente inofensivas para a maior parte das pessoas
podem atacar a qualquer momento. Viajar com alergias é um verdadeiro desafio, mas aqui encontra dicas simples e úteis para minimizar a exposição aos alérgenosX alérgenos
Substância que o nosso organismo percebe como estranha e prejudicial, desencadeando uma reação alérgica quando em contacto com a mesma.
e controlar os sintomas alérgicos quando viaja.

Divider

Dicas – Não leve as alergias consigo quando viaja

Que destino de férias escolher?

Se o seu destino de férias é perto de água, por exemplo perto do mar, a sua exposição aos pólenesX pólenes
Grãos muito pequenos e invisíveis a olho nu, tipicamente amarelos, essenciais para que as plantas se reproduzam, e que normalmente são transportados pelo ar.
 pode ser menor. Ainda assim, depende sempre do tipo de árvores e plantas ao redor do local onde passar férias. Quando for para as suas férias na praia ou no campo, opte por um alojamento que não tenha nas instalações certos tipos de gramíneas e árvores mais propícias a libertarem grandes quantidades de pólenes, como a ambrósia, a relva da espécie Cynodon dactylon ou os carvalhos, mas leve sempre consigo o seu anti-histamínicoX anti-histamínico
Medicamento que alivia os sintomas alérgicos como espirros, comichão e corrimento nasal, ao bloquear os recetores de histamina, impedindo a sua ligação.
por precaução.

Os cruzeiros também podem ser uma boa opção para quem sofre de alergias sazonaisX alergias sazonais
Doença crónica caracterizada por uma reação exagerada do sistema imunitário a alguns alérgenos encontrados no exterior, como pólenes de árvores, relva ou ervas daninhas, fungos; também designada de febre do feno ou alergias de exterior.
(ou de exterior). Embora as partículas de pólenX pólen
Grãos muito pequenos e invisíveis a olho nu, tipicamente amarelos, essenciais para que as plantas se reproduzam, e que normalmente são transportados pelo ar. 
possam ser transportadas pelo vento até ao mar, é menos provável que causem reações alérgicas, uma vez que a sua concentração nestes locais é sempre menor do que a que encontramos à superfície da terra. Os ventos costeiros ajudam a dispersar os pólenes rapidamente. Alguns navios de cruzeiros têm até quartos "antialérgicos".

Onde quer que as suas férias o levem, não deixe de conferir o boletim policlínico local, para acompanhar as variações na concentração de pólenesX concentração de pólenes
Mede a quantidade de pólen no ar. As contagens são geralmente feitas para três tipos de pólenes: gramíneas, árvores e ervas daninhas. A contagem é dada em grãos por metro cúbico de ar e é traduzida para um nível correspondente: ausente, baixo, moderado, alto ou muito alto.
e leve consigo o seu anti-histamínico, para aliviar sintomas associados à urticáriaX urticária
A urticária manifesta-se por lesões avermelhadas, acompanhadas de comichão, inchaço e vermelhidão, com origem repentina em qualquer parte do corpo incluindo rosto, lábios, língua, garganta ou orelhas. Pode ser o resultado de uma reação adversa do organismo a alguns alérgenos. 
e rinite alérgicaX rinite alérgica
A Rinite Alérgica é causada pela reação exacerbada do sistema imunitário ao contacto com alérgenos e manifesta-se pela presença de sintomas nasais como corrimento nasal associado a um ou mais dos sintomas seguintes: espirros, especialmente violentos e seguidos, obstrução nasal, prurido (comichão)…
caso surjam enquanto viaja.

Voe com as suas alergias controladas

Pelos de animaisX Pelos de animais
Pequenas escamas que se desprendem da pele dos animais e ficam presas nos seus pelos. Estas escamas flutuam pelo ar, assentando em superfícies, e podem contribuir para o pó que se acumula nas habitações. As escamas de gato são uma das causas mais comum de reações alérgicas.
, fungosX fungos
Fungos parasitas, microscópicos (como Alternaria) que são transportados no ar, assim como o pólen. Os esporos dos fungos são alérgenos comuns, que se encontram principalmente em áreas húmidas, como caves ou banheiras/ polibãs, mas também ao ar livre, como na relva, folhas de plantas e árvores, feno…
, ácaros do póX ácaros do pó
Alérgeno comum nas alergias de interior. Ácaros microscópicos que vivem nas fibras de colchões, cobertores, carpetes, entre outros. Encontram-se normalmente nas células mortas da pele. A inalação dos seus excrementos pode causar reações alérgicas desencadeando espirros, corrimento nasal e congestão…
e pólenes podem embarcar consigo no voo, agarrados à roupa, sapatos, cabelos e bagagem. Para reduzir a exposição a estes alérgenosX alérgenos
Substância que o nosso organismo percebe como estranha e prejudicial, desencadeando uma reação alérgica quando em contacto com a mesma.
, limpe a mesa em frente ao seu assento, os apoios para os braços e a área da janela (caso fique no lugar da janela), com toalhetes de limpeza e coloque-os num saco selado, para mais tarde deitar fora.

Os baixos níveis de humidade nas cabines dos aviões podem causar desidratação, e por consequência irritar as suas alergiasX alergias
As alergias são uma resposta exacerbada do nosso organismo a substâncias normalmente inofensivas para a maior parte das pessoas
. Beba bastante água para se manter hidratado e tenha sempre consigo o seu anti-histamínico, caso os sintomas alérgicos se agravem durante o voo. Mantenha a sua medicação para as alergias sempre na embalagem original, para evitar que se danifique ou que tenha problemas com os Assistentes de Bordo por levar medicamentos consigo. Com Claritine 10mg comprimidos, viajar com alergias é mais fácil.

Outlined lightbulb with rays of light

SABIA QUE?

A probabilidade de existirem pelos de animaisX pelos de animais
Pequenas escamas que se desprendem da pele dos animais e ficam presas nos seus pelos. Estas escamas flutuam pelo ar, assentando em superfícies, e podem contribuir para o pó que se acumula nas habitações. As escamas de gato são uma das causas mais comum de reações alérgicas.
de estimação acumulados num assento de avião é muito elevada, quer seja porque o passageiro sentado ao seu lado leva o seu animal de estimação numa transportadora sob o lugar, ou porque existem pelos de animais nas roupas ou sapatos de outros passageiros. De fato, um estudo mostrou que os pelos de gato são o alérgenoX alérgeno
Substância que o nosso organismo percebe como estranha e prejudicial, desencadeando uma reação alérgica quando em contacto com a mesma. 
mais comum detectado em 100% dos assentos de avião, da amostra testada, em voos domésticos. 

Evite os engarrafamentos

Alguns estudos sugerem que as partículas de pólenX pólen
Grãos muito pequenos e invisíveis a olho nu, tipicamente amarelos, essenciais para que as plantas se reproduzam, e que normalmente são transportados pelo ar. 
e a poluição do ar, causada pelas emissões de CO2 pelos tubos de escape dos veículos, podem interagir, piorando as alergiasX alergias
As alergias são uma resposta exacerbada do nosso organismo a substâncias normalmente inofensivas para a maior parte das pessoas
. Para minimizar a exposição a estes alérgenosX alérgenos
Substância que o nosso organismo percebe como estranha e prejudicial, desencadeando uma reação alérgica quando em contacto com a mesma.
, planeie as saídas para a escola ou trabalho de manhã cedo ou final da tarde, alturas em que o trânsito é normalmente menor. Mantenha o ar condicionado ligado e as janelas fechadas, para que os pólenesX pólenes
Grãos muito pequenos e invisíveis a olho nu, tipicamente amarelos, essenciais para que as plantas se reproduzam, e que normalmente são transportados pelo ar.
não entrem em casa. No entanto, certifique-se que troca os filtros regularmente, para estes não se tornarem um foco para as suas alergias.

Encontre mais dicas para reduzir a exposição aos alérgenos dentro do carro, antes de seguir viagem.

Tolerância zero aos alérgenos quando está de férias

Antes de reservar um alojamento, ligue para saber se têm quartos "antialérgicos". Não se esqueça de usar o ar condicionado em vez de abrir as janelas do hotel, para reduzir a entrada dos pólenes e consequentemente a sua exposição a este alérgenoX alérgeno
Substância que o nosso organismo percebe como estranha e prejudicial, desencadeando uma reação alérgica quando em contacto com a mesma. 
.

Outra dica útil é cobrir a almofada do hotel com uma fronha hipoalergénica e, assim, diminuir a sua exposição a ácaros do póX ácaros do pó
Alérgeno comum nas alergias de interior. Ácaros microscópicos que vivem nas fibras de colchões, cobertores, carpetes, entre outros. Encontram-se normalmente nas células mortas da pele. A inalação dos seus excrementos pode causar reações alérgicas desencadeando espirros, corrimento nasal e congestão…
, enquanto dorme.

Tenha sempre o seu anti-histamínico à mão

É sempre boa ideia ter consigo a sua medicação para o controlo das alergias. Seja na sua mala ou mochila, leve-a consigo caso as alergias o ataquem durante a viagem.

Claritine® 10mg comprimidos está indicado no alívio dos sintomas associados á rinite alérgicaX rinite alérgica
A Rinite Alérgica é causada pela reação exacerbada do sistema imunitário ao contacto com alérgenos e manifesta-se pela presença de sintomas nasais como corrimento nasal associado a um ou mais dos sintomas seguintes: espirros, especialmente violentos e seguidos, obstrução nasal, prurido (comichão)…
e urticáriaX urticária
A urticária manifesta-se por lesões avermelhadas, acompanhadas de comichão, inchaço e vermelhidão, com origem repentina em qualquer parte do corpo incluindo rosto, lábios, língua, garganta ou orelhas. Pode ser o resultado de uma reação adversa do organismo a alguns alérgenos. 
, para adultos e crianças a partir dos 6 anos e apartir de 30kg, e não provoca sonolência*. Um aliado para quem viaja com alergias.

Produtos de Claritine®

Embalagem Claritine® 10mg comprimidos 

Claritine® 10mg comprimidos

1 comprimido Claritine® 10mg comprimidos alivia os sintomas de rinite alérgica durante 24 horas, sem provocar sonolência*.